0 Flares 0 Flares ×

O Museu da Torre de David e seu novo Laboratório de Inovação recentemente lançaram novas opções de tours em Jerusalém, levando visitantes e residentes em uma jornada para experimentar a cidade como pode ter sido há cerca de 2.000 anos atrás.

Tour Realidade Virtual em Jerusalem - Israel (1)

Tour Realidade Virtual em Jerusalem – Israel (1)

O museu, abrigado na Cidade Velha de Jerusalém, associou-se à australiana Lithodomos VR, uma startup de realidade virtual fundada em 2016 por arqueólogos e artistas, para produzir o primeiro passeio virtual em realidade virtual (RV) na capital israelense, permitindo aos visitantes mergulhar em outro período de tempo através do uso de realidade virtual em 3D.
Os tours “Step into History” (que pode ser traduzido como “entre nesta história”) de Jerusalém são oferecidas em inglês e hebraico e duram entre 2,5 a 3 horas, começando na Torre de David, descendo da antiga fortaleza pela Cidade Velha até o Muro das Lamentações, o Arco de Robinson, o Bairro Judeu e o Cardo, uma antiga rua que remonta ao Império Romano.
Os visitantes alugam um headset – tipo de óculos conectado a um celular- Samsung Gear VR, que vem com um Samsung Galaxy 7 com o software Oculus e fones de ouvido pessoais, para a experiência.
O objetivo é “mostrar Jerusalém hoje e na época do Segundo Templo, há dois mil anos, durante o tempo do rei Herodes”, diz o museu.

A Lithodomos, especializada na recriação do mundo antigo para fins turísticos, educacionais e de entretenimento, disse em um comunicado que o tour de Jerusalém foi projetado “com o turista em mente” e “construída desde o início, através de visitas de arqueólogos na tomada de pontos de GPS, em estreita coordenação e cooperação de arte, tecnologia e ciência.”
“Certamente o maior período de construção na história de Jerusalém é o que ocorreu durante o reinado do rei Herodes, o grande”, disse Eilat Lieber, diretor do Museu da Torre de David. “Do Segundo Templo à Fortaleza de Antônia, do hipódromo ao teatro, aos monumentos públicos, aos mercados e às ruas, a Jerusalém de Herodes foi uma das maiores cidades da antiguidade. Mais de 2.000 anos depois, o edifício de Herodes ainda é parte integrante da cidade, com muitas pedras visíveis.”

Museu da Torre de David - Jerusalem - Israel

Museu da Torre de David – Jerusalem – Israel

Lieber acrescentou que “a melhor vista de Jerusalém ainda é do topo da torre do rei Herodes, construída no Museu da Torre de Davi”, mas, até agora, “foi preciso um olho distintivo e uma mente criativa para realmente imaginar a cidade que era. ”
O tour é composto de uma série de pontos de vista que estão ligados por uma forte narrativa que permite aos visitantes explorar e experimentar diferentes aspectos da vida social na antiga Jerusalém, incluindo a vida religiosa, classes sociais e atividades comerciais, de acordo com o museu.
O Dr. Simon Young, um historiador da arquitetura grega e romana liderou o projeto, trabalhando com vários arqueólogos australianos e israelenses, incluindo Amit Re’em, arqueólogo chefe do Distrito de Jerusalém da Autoridade de Antiguidades de Israel, para juntar 360- simulações de graus, ou imagens 3D, de cenas históricas.
A Lithodomos, que produz tours semelhantes nas capitais mundiais em todo o mundo, incluindo Roma, Paris e Londres, disse que o projeto de Israel é diferente.

“As pessoas vão a Londres ou a Roma, e há muitas coisas para ver e fazer e experimentar. E enquanto o mesmo pode ser dito sobre Israel, esta pequena parcela de terra que é Jerusalém é o mais discutido, estudado e escrito sobre pedaço de terra no mundo. Assim, nosso trabalho precisa ser sensível à história e garantir que nosso trabalho seja inclusivo e não polarizador”, disse Tony Simmons, CEO e co-fundador da Lithodomos, em um comunicado.
Simmons elogiou o Museu da Torre de David e o ToD (Tower of David) Innovation Lab – o laboratório de inovações do museu – como iniciativas “de pioneirismo mundial, inovadoras e tecnologicamente progressistas” que trabalham “para alcançar nossa visão compartilhada; usando tecnologia de ponta para produzir uma incrível experiência de visitante.”
O laboratório de inovação foi lançado em outubro de 2017 como centro / acelerador para apoiar as empresas que atuam na área de Realidade Aumentada, VR (Realidade Virtual), MR (Realidade Mista) e 360, no desenvolvimento de soluções tecnológicas exclusivas. catering para a experiência do visitante do museu.
Itzik Ozer, chefe de desenvolvimento de negócios da Autoridade de Desenvolvimento de Jerusalém, disse que Jerusalém estava em meio a uma inovação e renascimento cultural, e o laboratório “reflete a fusão de ambos, tendo um dos marcos culturais mais conhecidos da cidade e criando uma um centro de inovação que permitirá às empresas de tecnologia alavancarem sua expertise no domínio”.

 

Fonte.

Gerente de Projetos em Mídias e Redes Sociais, geek em potencial, quase nerd amador, pai – muito, mas muito recente – da Elis, casado, louco por Podcasts e acredita Star Trek é uma visão do nosso próprio futuro.
Um dia escreverei algo aqui e valerá a pena ser lido e poderá mudar a sua vida para sempre.
… ou não mas você não vai correr este risco de não saber, não é?

Comentários

comments